Gramática On-line | Por Prof. Dílson Catarino

373 textos cadastrados no site da Gramática On-line

Anuncios Google
Gramatica

Encontre o que procura no Buscapé!

Pesquise preços de Gramatica

www.BuscaPe.com.br

Gramatica

Encontre o que procura no Buscapé!

Pesquise preços de Gramatica

www.BuscaPe.com.br

Gramatica

Encontre o que procura no Buscapé!

Pesquise preços de Gramatica

www.BuscaPe.com.br

Gramatica

Encontre o que procura no Buscapé!

Pesquise preços de Gramatica

www.BuscaPe.com.br

Ultima atualização: 14 NOV 2013

/ GRAMÁTICA

Verbos Impessoais / Orações sem sujeito

Verbos Impessoais / Orações sem sujeito / Sujeito inexistente

 


Haverá oração sem sujeito, ou seja, o verbo será impessoal, nos seguintes casos:

Obs.: Os verbos impessoais ficam, obrigatoriamente, na terceira pessoa do singular, com exceção do verbo ser.

 


Verbos que indiquem fenômeno da natureza:

- Choveu ontem.
- Ventou demasiadamente.

 

Quando, porém, surgir um substantivo representando o fenômeno da natureza escrito na oração ou quando a frase possuir sentido figurado, haverá sujeito, e o verbo concordará com ele:

- Choveram pedras sobre Londrina. Sujeito simples: pedras
- Choveram papeizinhos coloridos sobre os soldados que desfilavam. Sujeito simples: papeizinhos coloridos
- O vento soprava muito forte naquela tarde. Sujeito simples: o vento

 



Ser, estar, parecer, ficar, indicando fenômeno da natureza.

- É primavera, mas parece verão.
- Está frio hoje.

 


 

Fazer, indicando fenômeno da natureza ou tempo decorrido:

 

- Faz dias friíssimos no inverno.
- Faz três dias que aqui cheguei.

Obs.: Obrigatoriamente na terceira pessoa do singular.

 


 

Haver, significando existir ou acontecer, ou indicando tempo decorrido:

 

- Houve muitos problemas naquela noite.
- Haverá várias festas em Curitiba.
- Há dois anos ele esteve aqui em casa.

Obs.: Obrigatoriamente na terceira pessoa do singular.

 


 

Passar de, indicando horas:

 

- Já passa das 15h.

 



Chegar de e bastar de, no imperativo:

- Chega de conversa.

 



Ser, indicando horas, datas e distância:

O verbo ser é o único verbo impessoal que não fica obrigatoriamente na terceira pessoa do singular.

Horas: O verbo ser, ao indicar horas, concorda com o numeral a que se refere.

- É uma hora.
- São duas horas.

 


 


Distância: O verbo ser, ao indicar distância, concorda com o numeral a que se refere.

- É um quilômetro daqui até lá.
- São dois quilômetros daqui até lá.

 


Datas: O verbo ser, ao indicar datas, tanto poderá ficar no singular quanto no plural:

- É dois de maio = É dia dois de maio.
- São dois de maio = São dois dias de maio.

Sendo o primeiro dia do mês, o verbo ser ficará no singular, e o numeral utilizado será ordinal:

- É primeiro de abril.

 

Siga o Gramática no Twitter