Algumas regras da nova ortografia – Gramática On-line
Muitos de nós fomos, foram ou foi à festa?
17 de abril de 2014
Chamar a atenção de alguém e chamar alguém à atenção
17 de abril de 2014

Algumas regras da nova ortografia

Alfabeto: Passa a ter 26 letras, com a inclusão de K, W e Y
Trema: É abolido nos grupos que, qui, gue, gui. A pronúncia do u, porém, permanece:

Aguentar – pronuncia-se “agwentar”;

Cinquenta – pronuncia-se “cinqwenta”;

Arguir – pronuncia-se “argwir”.

Obs.: Usa-se, porém, o trema nas palavras de origem estrangeira e nas derivadas delas: Os tipos de cerveja München, Trüb e Kölsch. Sobrenomes, como o da modelo brasileira Gisele Bündchen. Os fãs dela podem, então, ser considerados bündchenianos.

 

Acentuação

 

1- ÉU, ÉI, ÓI: Acentuam-se os ditongos abertos éu, éi, ói quando estes estiverem na última sílaba (palavras oxítonas) ou em palavras que têm somente uma sílaba:

 

– chapéu
– chapéus
– pastéis
– herói
– véu
– paióis

 

Obs.: Não se acentuam os ditongos ei, oi, sejam abertos ou fechados, quando estiverem na penúltima sílaba:

– ideia
– boia
– heroico
– assembleia

 

2- I e U: Acentuam-se as oxítonas terminadas em i ou em u mesmo precedidas de ditongo decrescente (ai, au, ei, ui…) e seguidas de “s”; se forem seguidas de outra consoante ou vogal, não serão acentuadas:

– Piauí
– tuiuiú
– baús
– Assaí
– cair
– caiu

Obs.: Não se acentuam as letras i, u quando estas estiverem na penúltima sílaba (palavras paroxítonas) e forem precedidas de ditongo decrescente (ai, au, ei, ui…) ou acompanhadas de outra consoante, salvo o “s”, ou de “nh”; senão serão acentuadas:

– feiura
– bocaiuva
– saúde
– saída
– rainha
– faísca
– sairmos
3- eem / oo: não se acentuam as terminações eem e oo: deem, leem,
– veem
– creem
– voo
– coo
– enjoo
4- Acentos diferenciais:
I- Não mais se acentuam as seguintes palavras:

a. Para (verbo) em oposição a para (preposição):Para de falar e vem para cá.

 

b. Conjugação do verbo pelar: eu pelo, tu pelas, ele pela…

 

c. Pelo(s) (substantivo): O pelo do cachorro.

 

d. Polo(s) (substantivo): Polo Norte; polo aquático.
e. Pera(s) (substantivo): A pera que comi não estava boa.
II- Mantém-se, porém, o acento nas seguintes palavras:

 

a. Pôde (verbo ‘poder’ no passado):Ontem ele não pôde vir; hoje pode;

 

b. Pôr (verbo): Vou pôr meus sapatos e sair por aí.

III- Facultativamente, acentuam-se as seguintes palavras:

 

a. Forma(s), substantivo com o fechado: A forma do bolo (ou fôrma).
b. amámos / amamos: primeira pessoa do plural do pretérito perfeito do indicativo para distingui-la da primeira pessoa do plural do presente do indicativo:

Ontem nós conversamos com ele (ou conversámos).

Conversamos todos os dias com ele.

 

c. dêmos / demos: 1ª pessoa do plural do presente do subjuntivo do verbo dar, para distingui-la da 1ª pessoa do plural do pretérito perfeito do indicativo:

 

– Espero que nos dêmos bem com a nova ortografia. (ou demos).
– Ontem nós demos um presente ao professor.
d.gênero / género: as vogais e ou o em final de sílaba e seguidas de M ou de N podem receber tanto o acento agudo quanto o acento circunflexo: idôneo/idóneo, gênero/género, Antônio/António, anatômico/anatómico, crônica/crónica, gênio/génio, gêmeos/gémeos, fenômeno/fenómeno.
5- Verbos ter e vir: mantém-se o acento circunflexo na terceira pessoa do plural do presente do indicativo dos verbos ter e vir:

Hoje ele vem ao colégio.
– Hoje eles vêm ao colégio.

 

– Hoje ele tem dinheiro.
– Hoje eles têm dinheiro.

 

6- Derivados de ter e de vir: mantém-se o acento agudo na segunda e na terceira pessoas do singular do presente do indicativo (Todos os dias…) e o acento circunflexo na terceira pessoa do plural do presente do indicativo dos derivados dos verbos ter e vir:

Tu sempre manténs a calma.
– Ele sempre mantém a calma.
– Eles sempre mantêm a calma.

 

– Tu intervéns em meus negócios
– Ele intervém em meus negócios.
– Eles intervêm em meus negócios.
7- arguir e redarguir: não se usa o acento agudo no u tônico das formas eu, tu, ele e eles do presente do indicativo e do presente do subjuntivo (Espero que…) dos verbos arguir e redarguir:

Tu arguis teus alunos? A pronúncia é ar-GU-is (As letras maiúsculas indicam a sílaba tônica);

O professor argui seus alunos. A pronúncia é ar-GU-i (As letras maiúsculas indicam a sílaba tônica)

– Os professores arguem seus alunos. A pronúncia é ar-GU-em (As letras maiúsculas indicam a sílaba tônica)

Arguir = repreender, censurar; examinar, interrogando; argumentar.

Redarguir = responder arguindo

8- guar, quar, quir: Verbos com essas terminações (aguar, desaguar, enxaguar, averiguar, apaziguar, obliquar, delinquir…) admitem dupla pronúncia nas formas eu, tu, ele e eles do presente do indicativo e do presente do subjuntivo: (Não se acentua a sílaba GU ou QU).

eu enxáguo (pronúncia: enxágwo) ou eu enxaguo (pronúncia: enxaGUo)
– ele enxágua (pronúncia: enxágwa) ou ele enxagua (pronúncia: enxaGUa)
– que eu enxágue (pronúncia: enxágwe) ou que eu enxague (pronúncia: enxaGUe).