Dílson Catarino – Página: 38 – Gramática On-line
17 de abril de 2014

Muitos de nós fomos, foram ou foi à festa?

Quando o sujeito for formado por pronome indefinido ou interrogativo acompanhado de nós ou de vós, há duas concordâncias possíveis.
17 de abril de 2014

O chefe do almoxarifado ainda não proveu a empresa.

“Prover”, cujo significado é “abastecer, providenciar”, tem a conjugação idêntica à do verbo “ver” no presente do indicativo - tempo caracterizado pela frase “todos os dias”... - e no presente do subjuntivo - tempo caracterizado pela frase “espero que”.... Nos outros tempos, ele tem conjugação regular, como qualquer outro verbo terminado em -er; por exemplo, o verbo “vender”.
17 de abril de 2014

Eu sei que vou te amar…

Quando se escreve um poema, não há necessidade de se preocupar com a gramática padrão; há o direito à licença poética, que é a liberdade de transgredir as normas da poética ou da gramática. É o que ocorre com esses belíssimos versos de Tom Jobim e Vinícius de Moraes. De acordo com a gramática normativa, a colocação do pronome “te” é inadequada.
17 de abril de 2014

Chegue cedo, durma oito horas e alimente-se bem!

Uso do imperativo. Há diferenças quanto às pessoas. Chegue você; chega tu.
14 de abril de 2014

Vozes verbais

São três as vozes verbais: ativa, passiva e reflexiva. A passiva pode ser analítica ou sintética; a reflexiva pode ser reflexiva ou recíproca.
14 de abril de 2014

Verbo precaver

Verbo defectivo da 2ª conjugação. Não é conjugado nas pessoas eu, tu, ele, eles do presente do indicativo. Não é conjugado no presente do subjuntivo. Faltam-lhe pessoas no imperativo. Nos demais tempos, segue a conjugação do verbo escrever.
14 de abril de 2014

Verbo reaver

Verbo defectivo da 2ª conjugação. Tem conjugação semelhante à do verbo haver, faltando-lhe, porém, as pessoas em que este não possuir a letra v.
14 de abril de 2014

Verbo haver

Verbo irregular da 2ª conjugação.