Dílson Catarino – Página: 48 – Gramática On-line
3 de março de 2014

Elementos para a comunicação

O homem, na comunicação, utiliza-se de sinais devidamente organizados, emitindo-os a uma outra pessoa. Há, então, um emissor e um receptor da mensagem, que é emitida a partir de diversos códigos de comunicação (palavras, gestos, desenhos, sinais de trânsito...). Qualquer mensagem precisa de um meio transmissor, o qual chamamos de canal de comunicação e refere-se a um contexto, a uma situação.
3 de março de 2014

Silabação

Silabação é o ato ou efeito de silabar, que significa "ler ou pronunciar as palavras separando as sílabas". Há também o verbo "escandir", cujo significado é "medir versos contando as sílabas longas e breves" ou "dar destaque às sílabas de uma palavra ao pronunciá-las". O substantivo referente a "escandir" é "escansão".
3 de março de 2014

Verbos com predicação oscilante

São verbos que podem ter mais de uma predicação. Por exemplo, o verbo assistir, que, quando significar prestar assistência, tanto pode ser usado com ou sem a preposição a.
3 de março de 2014

Verbos intransitivos

São os verbos que não necessitam de complementação. Sozinhos, indicam a ação ou o fato.
3 de março de 2014

Verbos transitivos diretos e indiretos

Bitransitivos ou transitivos diretos e indiretos são os verbos que possuem os dois complementos - objeto direto e objeto indireto.
3 de março de 2014

Verbos transitivos indiretos

São verbos que se ligam ao complemento por meio de uma preposição. O complemento é denominado de objeto indireto. O objeto indireto pode ser representado por substantivo, palavra substantivada, oração (oração subordinada substantiva objetiva indireta) ou pronome oblíquo. Os pronomes oblíquos átonos que funcionam como objeto indireto são me, te, se, lhe, nos, vos, lhes. Esses pronomes eliminam a preposição. Por exemplo, o verbo obedecer exige a preposição a, pois "quem obedece, obedece A algo/ A alguém". Quando, porém, for usado um pronome oblíquo átono como objeto indireto, ela desaparecerá.
1 de março de 2014

Verbos transitivos diretos

São verbos que indicam que o sujeito pratica a ação, que é sofrida por outro termo, denominado objeto direto. Por essa razão, uma das maneiras mais fáceis de se analisar se um verbo é transitivo direto é passar a oração para a voz passiva, pois somente verbo transitivo direto admite tal transformação, além de obedecer, pagar e perdoar, que, mesmo não sendo VTDs, admitem a voz passiva. Por exemplo, o verbo amar: "Os filhos são amados pelos pais". Como admite a voz passiva, em que o sujeito sofre a ação verbal, é verbo transitivo direto: "Os pais amam os filhos".
1 de março de 2014

Preposição

Preposição é uma palavra invariável que liga dois termos da oração, subordinando-os. Isso significa que a preposição é o termo que liga substantivo a substantivo, verbo a substantivo, substantivo a verbo, adjetivo a substantivo, advérbio a substantivo, substantivo a oração, verbo a oração, etc.