Dílson Catarino – Página: 49 – Gramática On-line
1 de março de 2014

Preposição

Preposição é uma palavra invariável que liga dois termos da oração, subordinando-os. Isso significa que a preposição é o termo que liga substantivo a substantivo, verbo a substantivo, substantivo a verbo, adjetivo a substantivo, advérbio a substantivo, substantivo a oração, verbo a oração, etc.
1 de março de 2014

Predicação Verbal

É o estudo do comportamento do verbo na oração. É a partir da predicação verbal que se analisa a ocorrência de ação ou de fato, de qualidade, estado ou modo de ser do sujeito.
1 de março de 2014

Maiúscula e minúscula

Regras quanto ao uso de iniciais maiúsculas e minúsculas.
1 de março de 2014

Apóstrofo

Faz-se uso do apóstrofo para cindir graficamente uma contração ou aglutinação vocabular, quando um elemento ou fração respetiva pertence propriamente a um conjunto vocabular distinto: d'Os Lusíadas, d'Os Sertões; n'Os Lusíadas, n'Os Sertões; pel'Os Lusíadas, pel'Os Sertões.
1 de março de 2014

Do hífen na ênclise, na tmese e com o verbo haver

Emprega-se o hífen na ênclise e na tmese (mesóclise): amá-lo, dá-se, deixa-o, partir-lhe; amá-lo-ei, enviar-lhe-emos.
1 de março de 2014

Do hífen nas formações por prefixação, recomposição e sufixação

Nas formações com prefixos (como, por exemplo: ante-, anti-, circum-, co-, contra-, entre-, extra-, hiper-, infra-, intra-, pós-, pré-, pró-, sobre-, sub-, super-, supra-, ultra-, etc.) e em formações por recomposição, isto é, com elementos não autónomos ou falsos prefixos, de origem grega e latina (tais como: aero-, agro-, arqui-, auto-, bio-, eletro-, geo-, hidro-, inter-, macro-, maxi-, micro-, mini-, multi-, neo-, pan-, pluri-, proto-, pseudo-, retro-, semi-, tele-, etc.), só se emprega o hífen nos seguintes casos:
1 de março de 2014

Do hífen em compostos, locuções e encadeamentos vocabulares

Emprega-se o hífen nas palavras compostas por justaposição que não contêm formas de ligação e cujos elementos, de natureza nominal, adjetival, numeral ou verbal, constituem uma unidade sintagmática e semântica e mantêm acento próprio, podendo dar-se o caso de o primeiro elemento estar reduzido
1 de março de 2014

Do trema

Conserva-se o trema em palavras derivadas de nomes próprios estrangeiros: hübneriano, de Hübner, mülleriano, de Müller, etc.