Dílson Catarino – Página: 54 – Gramática On-line
20 de fevereiro de 2014

A vírgula antes da conjunção e.

Há alguns casos em que pode haver vírgula antes da conjunção "e".
20 de fevereiro de 2014

A vírgula entre o sujeito e o verbo

Não deve haver vírgula entre o verbo e seu sujeito.
20 de fevereiro de 2014

Reticências

Veja as regras para os usos de reticências.
20 de fevereiro de 2014

Dois-pontos

Veja as regras para os usos de dois-pontos.
20 de fevereiro de 2014

Ponto e vírgula

O ponto e vírgula indica uma pausa um pouco mais longa que a vírgula e um pouco mais breve que o ponto. O emprego do ponto e vírgula depende muito do contexto em que ele aparece.
20 de fevereiro de 2014

Vírgula

O emprego da vírgula no período simples e no período composto.
20 de fevereiro de 2014

Orações subordinadas adjetivas

As orações subordinadas adjetivas são as que funcionam como um adjetivo, modificando o substantivo. Sempre são iniciadas por um pronome relativo e são denominadas de explicativas ou de restritivas, como ocorre com os adjetivos. Haverá pronome relativo (que, quem, qual, onde, quanto e cujo) quando houver relação sintática entre um verbo e um substantivo (ou palavra substantivada) anterior a ele, e, entre os dois, surgir o pronome relativo.
20 de fevereiro de 2014

Orações subordinadas adverbiais

São nove as orações subordinadas adverbiais, que são iniciadas por uma conjunção subordinativa: causal, comparativa, concessiva, condicional, conformativa, consecutiva, temporal, final e proporcional.