Adjuntos e orações adverbiais – Gramática On-line

Tudo o que você precisa saber sobre
Gramática está aqui!

Crase
3 de abril de 2019
Apóstrofo
20 de junho de 2018

Adjuntos e orações adverbiais

É a função sintática da palavra ou da expressão que servem para modificar ou intensificar o sentido do verbo, do predicativo ou de outro adjunto adverbial, atribuindo-lhes uma circunstância.

 

Não se deve confundir adjunto adverbial com advérbio: advérbio é a classe gramatical; adjunto adverbial é a função sintática. Em outras palavras: advérbio é o nome da palavra; adjunto adverbial é a função que a palavra exerce na oração. Por exemplo:

 

– À noite, não sairei de casa.

 

Nessa frase há somente um advérbio – não: advérbio de negação. Há, porém, três adjuntos adverbiais – à noite (adjunto adverbial de tempo), não (adjunto adverbial de negação) e de casa (adjunto adverbial de lugar).

 



Classificação dos Adjuntos Adverbiais



 Adjunto Adverbial de Tempo:

 

O avião chegará a qualquer momento.  
– De vez em quando, Teté e eu vamos ao cinema. 
– Ninguém confia nos políticos hoje em dia, no Brasil.

 

Observe que, quando o adjunto adverbial estiver no final da oração, não será separado por vírgula, a não ser que haja dois ou mais adjuntos adverbiais coordenados. Se o adjunto adverbial estiver no início da oração ou entre os elementos formadores da oração, poderá ser separado por vírgula, ou seja, a vírgula é facultativa.

 



Adjunto Adverbial de Lugar:

 

– O policial observava o bandido a distância.  
– O documento está em cima da escrivaninha.  
– De vez em quando, vou ao cinema.

 

A locução adverbial a distância não recebe acento indicador de crase. Só o receberá se surgir a preposição de, formando a locução prepositiva à distância de.

 

O policial observava o bandido à distância de cem metros.

 



 Adjunto Adverbial de Modo:

 

Os namorados caminhavam lado a lado.  
– Caminhei à toa pela cidade. 
– O acontecimento espalhou-se boca a boca.

 



 Adjunto Adverbial de Negação:

 

– Não o procurarei mais.  
– De modo algum você usará esse objeto.

 



Adjunto Adverbial de Afirmação:

 

Decididamente estou disposto a ajudá-lo.  
– Sem dúvida alguma iremos até aí amanhã.

 



 Adjunto Adverbial de Dúvida:

 

– Quem sabe, conseguiremos a vaga. 
– Talvez encontremos a solução.

 



 Adjunto Adverbial de Intensidade:

 

Ele bebeu em excesso.  
– Ela estava meio nervosa.

 



 Adjunto Adverbial de Meio: Indica o instrumento usado para que a ação seja praticada.

 

Gosto de viajar de avião.  
– Fiz o trabalho a máquina
– Atacou os desordeiros a pedras.

 

Nas expressões adverbiais femininas de meio, muitas vezes ocorre o acento grave sem que haja a crase, isto é, a fusão de dois aa. Observe:

 

– Comprei o carro à vista. Se trocarmos por uma palavra masculina correspondente:Comprei o carro a prazo.


Evidência clara de que na expressão à vista não houve a fusão de dois aa, pois a haverá quando em um correspondente masculino surgir "ao". Nesses casos, o uso do acento grave é justificado por alguns gramáticos por uma questão de tradição da língua, ou para tornar o contexto mais claro, evitando-se ambiguidades.

 

Não confunda adjunto adverbial de meio com adjunto adverbial de modo. Este indica a maneira como a ação é praticada; aquele, o instrumento usado para a ação ser praticada.

 

– Andei de bicicleta, vagarosamente. A locução de bicicleta é o meio; vagarosamente, o modo.

 



Adjunto Adverbial de Causa:

 

Frank Zappa morreu em virtude de um câncer na próstata.  
– O poço secou com o calor.

 



Adjunto Adverbial de Companhia:

 

Passeei a tarde toda com Teté.  
– Estudarei com você.

 



Adjunto Adverbial de Finalidade:

 

Eles vieram aqui para um estudo aprofundado de Português
– Convidei meus amigos para um passeio.

 



Adjunto Adverbial de Oposição:

 

O Santos jogará com o Palmeiras.  
– Ela agiu contra a família.

 



 Adjunto Adverbial de Argumento:

Ocorrerá o adjunto adverbial de argumento com as expressões chegar de e bastar de, no modo imperativo.

 

Chega de brigas.  
– Basta de incompetência.

 



 Adjunto Adverbial de Assunto

Ocorrerá o adjunto adverbial de assunto, quando houver verbo indicando comunicação (falar, conversar, discutir…) com a prep. de, a prep. sobre, a locução prepositiva acerca de, a loc. prep. a respeito de, etc.

 

Conversamos sobre você ontem.  
– Discutiremos acerca de seu problema.  
– O palestrante falará a respeito dos problemas educacionais brasileiros.
 

 



Adjunto Adverbial de Preço:

 

Esse relógio custa muito caro
– Paguei R$600,00 ao dentista.

 

As palavras caro e barato só serão adjunto adverbial de preço, junto do verbo custar. Caso surjam com verbo de ligação, funcionarão como predicativo do sujeito, concordando com este elemento.

 

As calças custaram caro. Adjunto adverbial de preço
– As calças estão caras.
Predicativo do sujeito

 



Adjunto Adverbial de Matéria:

Ocorrerá adjunto adverbial de matéria com verbos que indiquem fabricação, feitio, construção modificados por uma matéria.

 

Fiz de madeira a adega de casa.

 



Adjunto Adverbial de Acréscimo:

 

Além da tristeza, sentia um profundo mal-estar.

 



Adjunto Adverbial de Concessão:

Ocorrerá adjunto adverbial de concessão na indicação de fatores contrários iniciados por apesar de, embora, em que pese, mesmo que, ainda que, posto que, se bem que

 

Apesar de todos os acontecimentos, sou feliz.  
– Em que pese sua má vontade, consegui meu intento.

 



Adjunto Adverbial de Condição:

 

Sem disciplina, não há educação.

 



Adjunto Adverbial de Conformidade:

 

Faça tudo conforme os regulamentos da empresa.

 



 Adjunto Adverbial de Substituição:

 

Abandonou suas convicções por privilégios.

 



Orações Subordinadas Adverbiais



 Orações subordinadas adverbiais são adjuntos adverbiais com verbo.

 

São nove as orações subordinadas adverbiais, que são iniciadas por uma conjunção (ou locução adverbial) subordinativa.

 

As orações subordinadas adverbiais são isoladas por vírgula somente se estiverem no início ou no meio do período.



Causal

Funciona como adjunto adverbial de causa. É iniciada por conjunção subordinativa causal ou por locução conjuntiva subordinativa causal. As principais são porque, porquanto, visto que, já que, uma vez que, como (só no início do período), se, na medida em que, por + infinitivo.

Se você queria ser aprovado, deveria ter estudado mais.
– Já que você queria ser aprovado, deveria ter estudado mais.
– Por ter caído do sétimo andar, ele morreu.  
– Como estivesse chovendo, fechei as janelas.  
– Saímos daquele local uma vez que havia risco de desabamento.  
– Houve muitas queimadas visto que não choveu por mais de 60 dias
– Na medida em que o tempo passa, envelhecemos.
– Envelhecemos porque o tempo passa.

 

"Na medida em que" é locução adverbial causal; "À medida que", proporcional..

 



Comparativa

É iniciada pelos elementos comparativos mais … que, mais … do que, menos … que, menos … do que, tanto… quanto, tão … como. Em quase todas as orações subordinadas adverbiais comparativas ocorre zeugma, que é a omissão do verbo já escrito anteriormente.

 

Ele é tão inteligente quanto o irmão.  
– Cornélio Procópio fica tão distante de Londrina quanto Apucarana
– Campinas é maior que Ribeirão Preto.

 



Concessiva

Funciona como adjunto adverbial de concessão. É iniciada por conjunção subordinativa concessiva ou por locução conjuntiva subordinativa concessiva. As principais são embora, conquanto, apesar de que, se bem que, mesmo que, posto que, ainda que, em que pese.

 

Embora o técnico não revele, o principal jogador do time não participará do jogo. 
– Mesmo que você não queira, irei até aí. 
– Apesar de estarmos passando por uma crise financeira, ele comprou um carro novo. 
– Em que pese seu mau humor, sairemos para passear.

 



 Condicional:

Funciona como adjunto adverbial de condição. É iniciada por conjunção subordinativa condicional ou por locução conjuntiva subordinativa condicional. As principais são se, a menos que, desde que, caso, contanto que, a + infinitivo.

 

A continuar como está, ele irá à falência.
– Desde que se esforce, conseguirá seu intento.  
– Caso precise de ajuda, telefone-me. 
– Se todos trabalharem com afinco, terminaremos o serviço na hora marcada.

 



Conformativa:

Funciona como adjunto adverbial de conformidade. É iniciada por conjunção subordinativa conformativa ou por locução conjuntiva subordinativa conformativa. As principais são como, conforme, segundo.

 

As questões serão formuladas conforme a diretoria pediu.  
– Elaboramos nossos pedidos segundo a empresa exige.

 



 Consecutiva: É iniciada pela conjunção subordinativa consecutiva que. Na oração principal, geralmente, há um advérbio de intensidade – tão, tal, tanto, tamanho(a).

 

– Eles brigavam tanto que resolveram separar-se.  
– Há tantos problemas nesta cidade que o prefeito sozinho não consegue resolvê-los.

 



Temporal: Funciona como adjunto adverbial de tempo. É iniciada por conjunção subordinativa temporal ou por locução conjuntiva subordinativa temporal. As principais são quando, enquanto, sempre que, assim que, desde que, logo que, mal, ao + infinitivo.

 

Ao perceber o problema, retirou-se da sala.  
– Sinto-me melhor desde que comecei a exercitar-me.  
– Logo que me viu, começou a chorar.

 



Final

Funciona como adjunto adverbial de finalidade. É iniciada por conjunção subordinativa final ou por locução conjuntiva subordinativa final. As principais são a fim de que, para que, porque, para + infinitivo.

 

Para adquirir cultura, leia bastante.  
– Gritou com o filho a fim de que o entendesse melhor.  
– Estudem porque aprendam mais.

 



Proporcional: Indica proporção. É iniciada pelas locuções conjuntivas subordinativas proporcionais à proporção que, à medida que, tanto mais.

 

À medida que o tempo vai passando, ele vai irritando-se mais. 
– Mais experientes ficamos à proporção que o tempo passa.

 



Orações Reduzidas



Quando uma oração subordinada se apresenta sem conjunção e com o verbo no infinitivo, no particípio ou no gerúndio, dizemos que ela é uma oração reduzida, acrescentando-lhe o nome de infinitivo, de particípio ou de gerúndio.

 

– Ele morreu, por ter caído do sétimo andar. – Oração subordinada adverbial causal reduzida de infinitivo. 

– Ao perceber o problema, retirou-se da sala. – Oração subordinada adverbial temporal reduzida de infinitivo.

– Precisando, telefone-me. – Oração subordinada adverbial condicional reduzida de gerúndio.

– Terminada a palestra, todos se levantaram e o aplaudiram efusivamente. – Oração subordinada adverbial temporal reduzida de particípio.