Hiato i e u – Gramática On-line

Tudo o que você precisa saber sobre
Gramática está aqui!

Acentos diferenciais
15 de março de 2019
éu, éi, ói
19 de novembro de 2018

Hiato i e u

As letras i e u serão acentuadas, independentemente da posição na palavra, quando surgirem:


– Formando hiato tônico com a vogal anterior;
– Sem consoante na mesma sílaba, exceto o s;
– Sem semivogal na mesma sílaba;
– Sem NH na sílaba posterior.

– saída, ataúde, miúdo,
– sairmos, balaústre, juiz,
– rainha, ruim, juízes.

– caiu: há a formação do hiato entre o e o a (ca-iu), mas há a semivogal na mesma sílaba do i.
– instruiu:
 há a formação do hiato entre o i e o u (ins-tru-iu), mas há a semivogal na mesma sílaba do i.
– pauis, 
plural de paul (terra encharcada, pântano), separa-se silabicamente pa-uis. Há o hiato entre o e o a, mas há a semivogal i na mesma sílaba do u.

Algumas exceções: xiita, sucuuba (espécie de árvore), paracuuba (espécie de árvore). Como duas vogais idênticas obrigatoriamente formam um hiato, não há necessidade de se acentuarem essas palavras para indicar essa formação.


O internauta Edilson Constantino encontrou no Volp as palavras carií e marií acentuadas e nos enviou uma mensagem perguntando-nos o porquê desses acentos. Pesquisando-as nos dicionários, obtivemos as seguintes respostas:

Dicionário Priberam: Não registra nenhuma delas;

Dicionário Michaelis: Não registra nenhuma delas;

Dicionário Houaiss: Não registra nenhuma delas;

Dicionário Aurélio: registra somente carii, sem acento, com o significado de indivíduo dos cariis, sem acento também, povo indígena extinto que habitava a região em que se fundou a cidade de Niterói, RJ.

No Houaiss, há a palavra tapií, com acento, com o significado de espécie de formiga, também chamada de tocandira, e a palavra tapiíra, com acento, cujo significado é anta. O Aurélio, porém, não as acentua: tapii, tapiira.

Volp, livro de papel, acentua ambas, mas a Academia Brasileira de Letras divulgou um documento intitulado Encarte com as correções e aditamentos do Volp retirando o acento (tapii, tapiira), e os outros dicionários não registram tais palavras.

O problema reside no seguinte: como duas vogais idênticas obrigatoriamente formam um hiato, não há necessidade de se acentuarem as palavras com ii e com uu, já que o acento serve para indicar que ali ocorre um hiato.

Não haver necessidade não significa que o acento seja proibido. Como observamos, alguns julgam o acento necessário; outros não. O Gramática On-line julga não haver necessidade e não as acentua. De mais a mais, se é para acentuar uma, todas devem ser acentuadas!


Outra observação a respeito desse assunto: Se o segundo i for tônico e estiver na antepenúltima sílaba, será acentuado, pois todas as proparoxítonas o são. Proparoxítona é a palavra com a tonicidade na antepenúltima sílaba. Por exemplo:

– iídiche, feiíssimo.


Acentuam-se as letras i e u precedidas de ditongo decrescente (ao, au, ei, ui…) quando fizerem parte de palavras oxítonas:

– Piauí, tuiuiú, teiú

Não se acentuam, porém, as letras i e u precedidas de ditongo decrescente (ao, au, ei, ui…) quando fizerem parte de palavras paroxítonas, exceto os casos em que a palavra se inclua em regra de acentuação tônica:

– feiura, bocaiuva, baiuca,
– taoismo, taoista, Maiume (
nome próprio), feiinho (de feio).
– Maiúmi (
também nome próprio) – é acentuado por ser paroxítona terminada em i.

Observe atentamente estas duas palavras: repeti-lo atribuí-lo.

Por que repeti-lo sem acento e atribuí-lo com acento? Veja a explicação:

Em atribuí-lo há a formação do hiato i tônico com a vogal anterior, sem consoante na mesma sílaba e sem nh na sílaba posterior.


Em repeti-lo não há a formação do hiato. O que ocorre é uma palavra oxítona terminada em i, e as oxítonas terminadas em i não são acentuadas.


Ortoepia ou Ortoépia