O modo indicativo – Gramática On-line

Tudo o que você precisa saber sobre
Gramática está aqui!

Os modos subjuntivo e imperativo
19 de novembro de 2018
Classificação dos verbos
19 de novembro de 2018

O modo indicativo

Tempos verbais do Indicativo


Presente:

Indica fato que ocorre no dia a dia, corriqueiramente. Caracteriza-se este tempo pela frase Todos os dias…

 

– Todos os dias, caminho no Zerão.

– Estudo a Gramática da Língua Portuguesa.

– Confio em meus amigos.  


Pretérito:

Indica fatos que já ocorreram.

 

Pretérito perfeito:

Indica fato que ocorreu no passado em determinado momento, observado depois de concluído.

 

– Ontem caminhei no Zerão.
– Estudei a Gramática da Língua Portuguesa ontem.
– Confiei em pseudoamigos.

 

Pretérito imperfeito:

Indica fato que ocorria com frequência no passado, ou fato que não havia chegado ao final no momento em que estava sendo observado.

 

– Naquela época, todos os dias, eu caminhava no Zerão.
– Eu estudava a Gramática da Língua Portuguesa quando era jovem.
– Eu confiava naqueles amigos.

 

Pretérito mais-que-perfeito:

Indica fato ocorrido antes de outro no Pretérito Perfeito do Indicativo.

 

– Ontem, quando você foi ao Zerão, eu já caminhara 6 Km.
– Eu já estudara a Gramática da Língua Portuguesa quando ingressei na universidade.
– Eu confiara naquele amigo que mentiu a mim.


Futuro:

Indica fatos que ocorrem depois do momento da fala.

 

Futuro do presente:

Indica fato que certamente ocorrerá.

 

– Amanhã caminharei no Zerão pela manhã.
– Estudarei a Gramática da Língua Portuguesa no próximo ano.
– Eu confiarei mais uma vez naquele amigo que mentiu a mim.

 

Futuro do pretérito:

Indica fato futuro, dependente de outro anterior a ele.

 

– Eu caminharia todos os dias, se não trabalhasse tanto.
– Estudaria mais a Gramática da Língua Portuguesa se tivesse mais tempo.
– Eu confiaria mais uma vez naquele amigo, se ele me prometesse não mais me trair.


 

Os modos subjuntivo e imperativo