Tempos verbais compostos – Gramática On-line

Tudo o que você precisa saber sobre
Gramática está aqui!

Verbos terminados em GUAR, QUAR, QUIR
19 de novembro de 2018
Infinitivo não flexionado, infinitivo flexionado, futuro do presente do indicativo, futuro do pretérito do indicativo e pretérito imperfeito do indicativo
19 de novembro de 2018

Tempos verbais compostos

Os tempos verbais compostos são formados por locuções verbais que têm como auxiliar ter ou haver e como principal um verbo no particípio. São eles:

 



Pretérito perfeito composto do indicativo:

É a formação de locução verbal com o auxiliar ter ou haver no presente do indicativo e o principal no particípio, indicando fato que tem ocorrido com frequência ultimamente.

 

– Eu tenho estudado demais ultimamente.
– Todos nós nos temos esforçado para a empresa crescer.
– Será que tu tens tentado melhorar?

 



Pretérito perfeito composto do subjuntivo:

É a formação de locução verbal com o auxiliar ter ou haver no presente do subjuntivo e o principal no particípio, indicando desejo de que algo já tenha ocorrido.

 

– Espero que você tenha estudado o suficiente para conseguir a aprovação.
– O meu desejo é que todos nós nos tenhamos esforçado, para a empresa crescer.
– Duvido de que tu tenhas tentado melhorar.

 



Pretérito mais-que-perfeito composto do indicativo:

É a formação de locução verbal com o auxiliar ter ou haver no pretérito imperfeito do indicativo e o principal no particípio, tendo o mesmo valor que o pretérito mais-que-perfeito do indicativo simples.

 

– Ontem, quando você foi ao Zerão, eu já tinha caminhado 6 Km.
– Eu já tinha estudado no Maxi, quando conheci Magali.
– Eu tinha confiado naquele amigo que mentiu a mim.

 



Pretérito mais-que-perfeito composto do subjuntivo:

É a formação de locução verbal com o auxiliar ter ou haver no pretérito imperfeito do subjuntivo e o principal no particípio, tendo o mesmo valor que o pretérito imperfeito do subjuntivo simples.

 

– Eu teria caminhado todos os dias desse ano, se não tivesse trabalhado tanto.
– Eu teria estudado no Maxi, se não me tivesse mudado de cidade.
– Eu teria confiado mais uma vez naquele amigo, se ele me tivesse prometido não mais me trair.



Obs.: Observe que todas as frases remetem a ação obrigatoriamente para o passado. A frase Se eu estudasse, aprenderia é diferente de Se eu tivesse estudado, teria aprendido.

 



Futuro do presente composto do indicativo:

É a formação de locução verbal com o auxiliar ter ou haver no futuro do presente simples do indicativo e o principal no particípio, tendo o mesmo valor que o futuro do presente simples do Indicativo.

 

– Quando você chegar ao Zerão, eu já terei caminhado 6 Km.
– Amanhã, quando o dia amanhecer, eu já terei partido.

 



Futuro do pretérito composto do indicativo:

É a formação de locução verbal com o auxiliar ter ou haver no futuro do pretérito simples do indicativo e o principal no particípio, tendo o mesmo valor que o futuro do pretérito simples do indicativo.

 

– Eu teria caminhado todos os dias desse ano, se não tivesse trabalhado tanto.
– Eu teria estudado no Maxi, se não me tivesse mudado de cidade.
– Eu teria confiado mais uma vez naquele amigo, se ele me tivesse prometido não mais me trair.

 



Futuro composto do subjuntivo:

É a formação de locução verbal com o auxiliar ter ou haver no futuro do subjuntivo simples e o principal no particípio, tendo o mesmo valor que o futuro do subjuntivo simples.

 

– Quando você tiver terminado sua série de exercícios, eu caminharei 6 Km.

 



Observe as seguintes frases:


– Quando você chegar à minha casa, telefonarei a Salete.
– Quando você chegar à minha casa, já terei telefonado a Osbirvânio.

 

O significado das frases é diferente. No primeiro caso, esperarei “você” praticar a sua ação para, depois, praticar a minha; no segundo, primeiro praticarei a minha. Por isso o uso do advérbio “já”.

 

Agora observe estas:

 

– Quando você tiver terminado o trabalho, telefonarei a Salete.
– Quando você tiver terminado o trabalho, já terei telefonado a Salete.

 

Novamente o significado é diferente em ambas as frases apresentadas. No primeiro caso, esperarei “você” praticar a sua ação para, depois, praticar a minha; no segundo, primeiro praticarei a minha. Por isso o uso do advérbio “já”.

 



Infinitivo pessoal composto:

É a formação de locução verbal com o auxiliar ter ou haver no infinitivo pessoal simples e o principal no particípio, indicando ação passada em relação ao momento da fala.

 

– Para você ter comprado esse carro, necessitou de muito dinheiro.