A morte dele foi uma perda. – Gramática On-line

Gramática e Produção de textos
descomplicadas!

Desodorante aerossol – Como se pronuncia?
20 de junho de 2018
Havia 22 anos que o Londrina não conquistava o Campeonato Paranaense
20 de junho de 2018

A morte dele foi uma perda.

Perca e perda; dois vocábulos muito parecidos que provocam dúvidas. Como usar este e aquele? Vejamos:

O substantivo correspondente ao verbo perder é perda, e não perca. O substantivo perda provém da palavra latina perdeda, com redução. 

Perca é o Presente do Subjuntivo do perder. Vejamos a teoria: 

O Presente do Subjuntivo (Tempo caracterizado pela expressão “que eu…”) de todos os verbos provém da 1ª pessoa do singular (eu) do Presente do Indicativo (Tempo caracterizado pela expressão “todos os dias eu…”), retirando-se a letra -o, última letra da forma verbal referente a essa pessoa , e acrescentando-se -a, para os verbos terminados em -er e -ir, e -e, para os verbos terminados em -ar.

Portanto haverá o seguinte, concernentemente ao verbo perder:

Todos os dias eu perco; tira-se a letra -o e acrescenta-se a letra -a:

Que eu perca, que tu percas, que ele perca, que nós percamos, que vós percais, que eles percam.

Por exemplo:

– Espero que você não perca a paciência comigo. 

A frase apresentada no início da coluna não tem verbo, e sim substantivo, por isso tem de ser escrita assim:

– A morte dele foi uma perda.


Algumas regras da nova ortografia