Nem kiwi nem ponkan: quiuí e poncã – Gramática On-line

Gramática e Produção de textos
descomplicadas!

Adeque x Adéque
27 de outubro de 2019

Nem kiwi nem ponkan: quiuí e poncã

A Reforma Ortográfica incluiu três letras no alfabeto da Língua Portuguesa: k, w, y.

Não significa, porém, que elas possam ser usadas a bel-prazer. As regras para o uso delas permanecem as mesmas de antes da Reforma. São as seguintes:

Usam-se as letras k, w, y nestes casos:

1- Nomes próprios estrangeiros e seus derivados:

  • Kant, kantismo; Byron, byroniano; Taylor, taylorista; Kuwait, kuwaitiano, Washington.

2- Símbolos, abreviaturas, siglas e palavras adotadas como unidades de medida internacionais:

  • km (quilômetro), Kg (quilograma), www (sigla de world wide web, expressão sinônima de ‘rede mundial de computadores’).

3- Palavras estrangeiras incorporadas à Língua Portuguesa:

  • show, download, megabyte

Não se permitiu, com a incorporação dessas letras no alfabeto, o uso em substantivos comuns, ou seja, não podem ser criadas novas palavras com elas, exceto em nomes próprios de pessoas, de empresas, de lugares. O mesmo acontece com as sequências consonantais estranhas à Língua Portuguesa, ou seja, não se podem criar nomes comuns, mas nomes próprios, sim:

  • Yasmin, Kelly, Mayumy, Wesley, Yticon Construção e Incorporação, Royal Plaza Shopping, Bonny Concept.

Portanto, o nome daquela fruta ovoide, com pelos e tomento marrons, de tom claro ou dourado, e polpa verde ou amarela, com pequenas sementes pretas, não é kiwi, e sim quiuí.


E o nome doutra fruta, cultivar* da tangerina, de fruto grande, casca frouxa e polpa doce, originária do Japão, não pode ser ponkan, pois as palavras terminadas em “a” nasal com a última sílaba tônica são escritas com “ã”, não com “an” nem com “am”:

  • maçã, irmã, Irã, romã, tobogã, satã, etc.

O adequado, portanto, é poncã.


Cultivar: O substantivo “cultivar” é qualquer variedade de planta produzida por meio de técnicas de cultivo, normalmente não encontrada em estado silvestre.