Modo subjuntivo – Gramática On-line
Modo indicativo
28 de março de 2014
Formas nominais
28 de março de 2014

Modo subjuntivo

 

Tempos verbais do Subjuntivo:

 


Presente:
Indica desejo atual, dúvida que ocorre no momento da fala.

 

– Espero que eu caminhe bastante no ano que vem.
– O meu desejo é que eu estude no Maxi ainda.
– Duvido de que eu confie nele novamente.

 


Pretérito Imperfeito:
Indica condição, hipótese; é estruturado com a desinência -sse-; em muitas frases forma período composto com o futuro do pretérito do indicativo.

 

– Eu caminharia todos os dias, se não trabalhasse tanto.
– Estudaria no Maxi, se morasse em Londrina.
– Eu confiaria mais uma vez naquele amigo, se ele me prometesse não mais me trair.

 


Futuro:
Indica hipótese futura.

 

– Quando eu caminhar todos os dias, sentir-me-ei melhor.
– Quando eu estudar no Maxi, aprenderei mais coisas.
– Quando ele me prometer que não me trairá mais, voltarei a confiar nele.


O modo Imperativo

 

 


O modo Imperativo expressa ordem, pedido ou conselho.

 

 

– Caminhe todos os dias, para a saúde melhorar.
– Estude no Maxi! Confie em mim!
– Prometa que não me trairá mais!

 

A formação do modo imperativo ocorre da seguinte maneira:


Imperativo afirmativo:
Tu e Vós: conjuga-se o verbo no presente do indicativo, retirando-se a letra s.

 

Todos os dias tu estudas. Retirando-se a letra s: Estuda, menino!.
Todos os dias vós estudais. Retirando-se o s: Estudai, meninos!
Exceção: o verbo ser: Sê tu, sede vós.

 

Você, nós e vocês: conjuga-se o verbo no presente do subjuntivo. O imperativo afirmativo é idêntico a ele para essas três pessoas:

 

Espero que você estude: Estude, menino!
Espero que nós estudemos: Estudemos, meninos!
Espero que vocês estudem: Estudem, meninos!

 


Imperativo negativo:
Todas as pessoas coincidem com o presente do subjuntivo:

 

Não estudes tanto, menino!
não estude tanto, menino!
não estudemos tanto, meninos!
não estudeis tanto, meninos!
não estudem tanto, meninos!