Próclise – Gramática On-line
Artigos definidos e indefinidos
13 de dezembro de 2013
Mesóclise
13 de dezembro de 2013

Próclise

Este é o estudo da colocação dos pronomes oblíquos átonos me, te, se, o, a, lhe, nos, vos, os, as, lhes junto ao verbo. Eles podem ser colocados de três maneiras diferentes: antes do verbo (Próclise), no meio do verbo (mesóclise) e depois do verbo (Ênclise).

 


Próclise

 


 

É a colocação dos pronomes oblíquos átonos antes do verbo. Usa-se a próclise, obrigatoriamente, quando houver palavras atrativas. São elas:

 

1) Palavras de sentido negativo:
– Ela não se incomodou com meus problemas.
2) Advérbios:
Aqui se tem sossego para trabalhar.
3) Pronomes Indefinidos:
Alguém me telefonou?
4) Pronomes Interrogativos:
Que me acontecerá agora?
5) Pronomes Relativos:
A pessoa que me telefonou não se identificou.
6) Pronomes Demonstrativos Neutros:
Isso me comoveu deveras.
7) Conjunções Subordinativas:
Escrevia os nomes conforme me lembrava deles.

Obs.: Não ocorre próclise em início de frase. O certo é Traga-me essa caneta que aí está e não Me traga essa caneta.

 


Outros usos da próclise:

 

1) Em frases exclamativas ou optativas (que exprimem desejo):

– Quantas injúrias se cometeram naquele caso!
– Deus te abençoe, meu amigo!

 

2) Em frases com a preposiçãoem + verbo no gerúndio:

– Em se tratando de gastronomia, a Itália é ótima.
– Em se estudando Literatura, não se esqueça de Carlos Drummond de Andrade.

 

3) Em frases com preposição + infinitivo flexionado:
– Ao nos posicionarmos a favor dela, ganhamos alguns inimigos.
– Ao se referirem a mim, façam-no com respeito.

 

4) Havendo duas palavras atrativas, o pronome tanto poderá ficar após as duas palavras, quanto entre elas.

Se me não ama mais, diga-me.
– Senão me ama mais, diga-me.

 

Obs: No Brasil, se o verbo não estiver no início da frase, pode ocorrer próclise também, mesmo não havendo palavra atrativa.

 

– Ele se arrependeu do que fizera.
– Ele arrependeu-se do que fizera.