Vírgula – Gramática On-line
Orações subordinadas adjetivas
20 de fevereiro de 2014
Ponto e vírgula
20 de fevereiro de 2014

Vírgula

Emprego da vírgula no período simples:

 


Quando se trata de separar termos de uma mesma oração, deve-se usar a vírgula nos seguintes casos:

 


Para isolar adjuntos adverbiais deslocados:

– A maioria dos alunos, durante as férias, viajam.

 


Para isolar os objetos pleonásticos:

 

Os meus amigos, sempre os respeito.

 


Para isolar o aposto explicativo:

– Londrina, a terceira cidade do Sul do Brasil, é aprazibilíssima.

 


Para isolar o vocativo:

Alberto, traga minhas anotações até aqui!

 


Para separar elementos coordenados:

As crianças, os pais, os professores e os diretores irão ao convescote.

 


Para indicar a elipse do verbo:

– Ela prefere filmes românticos; o namorado, de aventura. (o namorado prefere filmes de aventura)

 


Para separar, nas datas, o lugar:
– Londrina, 7 de janeiro de 1984, dia do meu casamento com Teté.

 


Para isolar conjunção coordenativa intercalada:

– A lei era clara. Os candidatos, porém, não a respeitaram.

 


Para isolar as expressões explicativas isto é, a saber, melhor dizendo, quer dizer…:

– Irei para Águas de Santa Brárbara, melhor dizendo, Bárbara.

 


Emprego da vírgula no período composto:

 


Período composto por coordenação: as orações coordenadas devem sempre ser separadas por vírgula.

– Todos gostamos de seus projetos, no entanto não há verbas para viabilizá-los.

 

Nota: as orações coordenadas aditivas iniciadas pela conjunção e só terão vírgula quando os sujeitos forem diferentes ou quando o e aparecer repetido.

– Ela irá no primeiro avião, e seus filhos no próximo.
– Ele gritava, e pulava, e gesticulava como um louco.

 


Período composto por subordinação:

 

Orações subordinadas substantivas: não se separam por vírgula.

– É evidente que o culpado é o mordomo.

 


Orações subordinadas adjetivas: só a explicativa é separada por vírgula.

– Londrina, que é a terceira cidade do Sul do Brasil, é aprazibilíssima.

 


Orações subordinadas adverbiais: só são separadas por vírgula se estiverem no início ou no meio do período. Se estiverem no final, não.

– Assim que chegarem as encomendas, começaremos a trabalhar.
– Começaremos, assim que chegarem as encomendas, a trabalhar.
– Começaremos a trabalhar assim que chegarem as encomendas.